quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Franqueza


hoje li um livro muito interessante (Paixão por Vencer - J.Welch)... uma parte diz mais ou menos assim:

Quanto mais franco, mais você afasta as pessoas,
A franqueza irrita as pessoas,
Quando se tenta compreender a franqueza, tenta-se compreender a natureza humana, As pessoas não dizem o que pensam porque é mais fácil agir assim,

Quando você diz a verdade é muito provável que resulte uma situação embaraçosa - raiva, dor, confusão, tristeza, ressentimento - assim, justifica-se a falta de franqueza, ou seja, não dizer tudo, ou mentir um pouco é mais gentil e adequado.

Franqueza é contra a natureza humana. É impossível imaginar um mundo em que todos saiam por ai dizendo o que realmente pensam o tempo todo, ninguém gostaria dessa situação - excesso de informação.


            # MAS, SEM FRANQUEZA, TODO MUNDO MANTÉM AS APARÊNCIAS #

Só devemos ficar atentos nesse detalhe...
"A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira"
Provérbios 15:1
 

sábado, 18 de agosto de 2012

Soldado de Cristo



“Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo”. II Timóteo 2.3

Deus usa até o sofrimento para nos transformar e salvar.


Neste texto bíblico, Paulo relata que sofria por causa do Evangelho e convida Timóteo a sofrer com ele. Este é um convite difícil de aceitar, pois ninguém quer sofrer na vida, no entanto, o sofrimento é uma realidade humana. Deus deu ao homem o livre arbítrio e não os impede de agir segundo seus próprios corações, mesmo que isso continue causando tanto sofrimento neste mundo. No entanto, em sua bondade e misericórdia, Deus usa até o sofrimento para nos transformar e salvar. Veja estes exemplos bíblicos:

O sofrimento de José do Egito
Era um sujeito tão exaltado que acabou irritando os seus irmãos que, numa hora de muita raiva, para não o matarem, acabaram vendendo-o como escravo a uma caravana que ia ao Egito, mas Deus usou o seu sofrimento para mudar o seu caráter, para depois poder usá-lo para salvar a sua família.
 
O sofrimento de Jonas
Jonas era um profeta medroso e desobediente. Por causa disso, acabou indo parar no ventre de um grande peixe, mas Deus usou a sua angústia para mudar o seu caráter, para depois poder usá-lo para salvar o povo de Nínive.

O sofrimento de Deus
José do Egito e Jonas tomaram decisões erradas e sofreram por isso. Mas Jesus, ao contrário destes dois, nasceu sem pecado e jamais pecou em sua vida. No entanto, Deus, em Cristo, escolheu sofrer em nosso lugar, pelos nossos pecados. E, por meio do seu sofrimento e da sua morte, Ele nos deu vida.
 
Paulo, Timóteo, José do Egito, Jonas e Jesus: Estas histórias provam que o nosso Deus sabe usar até mesmo o sofrimento para nos transformar e salvar.

Faça de seus sofrimentos, de suas adversidades uma oportunidade!!

Boa Noite a todos!